quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

O que desejo pra você em 2011

"Desejo primeiro que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.
Desejo, pois, que não seja assim,
Mas se for, saiba ser sem desesperar.
Desejo também que tenha amigos,
Que mesmo maus e inconseqüentes,
Sejam corajosos e fiéis,
E que pelo menos num deles
Você possa confiar sem duvidar.
E porque a vida é assim,
Desejo ainda que você tenha inimigos.
Nem muitos, nem poucos,
Mas na medida exata para que, algumas vezes,
Você se interpele a respeito
De suas próprias certezas.
E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,
Para que você não se sinta demasiado seguro.
Desejo depois que você seja útil,
Mas não insubstituível.
E que nos maus momentos,
Quando não restar mais nada,
Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.
Desejo ainda que você seja tolerante,
Não com os que erram pouco, porque isso é fácil,
Mas com os que erram muito e irremediavelmente,
E que fazendo bom uso dessa tolerância,
Você sirva de exemplo aos outros.
Desejo que você, sendo jovem,
Não amadureça depressa demais,
E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer
E que sendo velho, não se dedique ao desespero.
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e
É preciso deixar que eles escorram por entre nós.
Desejo por sinal que você seja triste,
Não o ano todo, mas apenas um dia.
Mas que nesse dia descubra
Que o riso diário é bom,
O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.
Desejo que você descubra ,
Com o máximo de urgência,
Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos,
Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.
Desejo ainda que você afague um gato,
Alimente um cuco e ouça o joão-de-barro
Erguer triunfante o seu canto matinal
Porque, assim, você se sentirá bem por nada.
Desejo também que você plante uma semente,
Por mais minúscula que seja,
E acompanhe o seu crescimento,
Para que você saiba de quantas
Muitas vidas é feita uma árvore.
Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
Porque é preciso ser prático.
E que pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele
Na sua frente e diga "Isso é meu",
Só para que fique bem claro quem é o dono de quem.
Desejo também que nenhum de seus afetos morra,
Por ele e por você,
Mas que se morrer, você possa chorar
Sem se lamentar e sofrer sem se culpar.
Desejo por fim que você sendo homem,
Tenha uma boa mulher,
E que sendo mulher,
Tenha um bom homem
E que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes,
E quando estiverem exaustos e sorridentes,
Ainda haja amor para recomeçar.
E se tudo isso acontecer,
Não tenho mais nada a te desejar."

(Original de Victor Hugo adaptado por Vinícius de Morais)

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

VOCABULÁRIO DA VIDA

Adeus: É quando o coração que parte deixa a metade com quem fica.
Amigo: É alguém que fica para ajudar quando todo mundo se afasta.
Amor ao próximo: É quando o estranho passa a ser amigo que ainda não abraçamos.  
Caridade: É quando a gente está com fome, só tem uma bolacha e reparte.  
Carinho: É quando a gente não encontra nenhuma palavra para expressar o que sente e fala com as mãos, colocando o fago em caca dedo.  
Ciúme: É quando o coração fica apertado porque confia em si mesmo.
Cordialidade: É quando amamos muito uma pessoa e tratamos todo mundo da maneira que o tratamos.  
Doutrinação: É quando a gente conserva o espírito colocando o coração em cada palavra.  
Entendimento: É quando um velhinho caminha devagar na nossa frente e a gente estando apressado não reclama.  
Evangelho: É um livro que só se lê bem com o coração.  
Evolução: É quando a gente está lá na frente e sente vontade de buscar quem ficou para trás.  
Fé: É quando a gente diz que vai escalar um everest e o coração já o considera feito.  
Filhos: É quando deus entrega a jóia em nossa mão e recomenda cuidá-la.  
Fome: É quando o estômago manda um pedido para a boca e ela silencia.  
Inimizade: É quando a gente empurra a linha do afeto para bem distante.  
Inveja: É quando a gente ainda não descobriu que pode ser mais e melhor do que o outro.  
Lealdade: É quando a gente prefere morrer que trair a quem ama.
Lágrima: É quando o coração pede aos olhos que falem por ele.
Mágoa: É um espinho que a gente coloca no coração e se esquece de retirar.  
Maldade: É quando arrancamos as asas do anjo que deveríamos ser.
Mediunidade de Jesus: É quando a gente serve de instrumento em uma comunidade mediúnica e a música tocada parece em noturno de chopin.  
Morte: Quer dizer viagem, transferência ou qualquer coisa com cheiro de eternidade.  
Netos: É quando deus tem pena dos avós e manda anjos para alegrá-los.  
Obsessor: É quando o espírito adoece, manda embora e compaixão e convida a vingança para morar com ela.  
Ódio: É quando plantamos trigo o ano todo e estando os pendões maduros a gente queima tudo em um dia.  
Orgulho: é quando a gente é uma formiga e quer convencer os outros de que é um elefante.  
Paz: É o prêmio de quem cumpre o dever.  
Perdão: é uma alegria que a gente se dá e que pensava que jamais a teria.  
Perfume: É quando mesmo de olhos fechados a gente reconhece quem nos faz feliz.  
Pessimismo: É quando a gente perde a capacidade de ver em cores.
Preguiça: É quando entra vírus na coragem e ela adoece.  
Raiva: É quando colocamos uma muralha no caminho da paz.
Reencarnação: É quando a gente volta para o corpo, esquecido do que faz, para se lembrar do que ainda não fez.  
Saudade: É estando longe, sentir vontade de voar, e estando perto, querer parar o tempo.  
Sexo: É quando a gente ama tanto que tem vontade de morar dentro do outro.  
Simplicidade: É o comportamento de quem começa a ser sábio.
Sinceridade: É quando nos expressamos como se o outro estivesse do outro lado do espelho.  
Solidão: É quando estamos cercado por pessoas, mas o coração não vê ninguém por perto.  
Supérfuo: É quando a nossa sede precisa de um gole de água e a gente pede um rio inteiro.  
Ternura: É quando alguém nos olha e os olhos brilham como duas estrelas.  
Vaidade: É quando a gente abdica da nossa essência por outra, geralmente pior.

domingo, 26 de dezembro de 2010

O que Eu desejo a vc em 2011

Eu te desejo
Não parar tão cedo
Pois toda idade tem
Prazer e medo...
E com os que erram
Feio e bastante
Que você consiga
Ser tolerante...
Quando ficar triste
Que seja por um dia
E não o ano inteiro
E que você descubra
Que rir é bom
Mas que rir de tudo
É desespero...
Desejo!
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Prá recomeçar
Prá recomeçar...

Eu te desejo muitos amigos
Mas que em um
Você possa confiar
E que tenha até
Inimigos
Prá você não deixar
De duvidar...
Quando você ficar triste
Que seja por um dia
E não o ano inteiro
E que você descubra
Que rir é bom
Mas que rir de tudo
É desespero...
Eu desejo!
Que você ganhe dinheiro
Pois é preciso
Viver também
E que você diga a ele
Pelo menos uma vez
Quem é mesmo
O dono de quem...
Eu desejo!
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Prá recomeçar
Prá recomeçar
Prá recomeçar...

(Frejat)

sábado, 25 de dezembro de 2010

Metas para 2011

A Chave da Felicidade

A Natureza em todo o seu Esplendor

O Sol com todo o seu Calor

A Imensidão do Mar

A Profundidade do Olhar

A Sinceridade das Palavras

A Honestidade das Atitudes

A Vida em sua Plenitude

O Ser e suas Virtudes

Com seus erros e Acertos

Cada um com o seu Jeito

Não há como ser Perfeito

Sonhando e Conquistando

Vivendo e Amando

Perdendo e Ganhando

A Chave da Felicidade???

Talvez não exista

Mas se decidir encontrá-la

Não desista!

(Adriane Santos)

Natal 2010



Visualizar

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

FELIZ NATAL !!!



Oi ! Feliz Nata l!!

Que o dia de Natal lhe proporcione
momentos de Alegria, Harmonia e Fraternidade...
Que a Prosperidade faça sempre
parte de toda sua vida no Ano de 2011...
E que a vida lhe traga toda a
Felicidade do mundo, muito Amor, muita Paz...
Esses são os meus mais sinceros
votos para você, hoje, no Natal e em todos os dias do Ano Novo de 2011...
Beijos...
Aline e Gustavo
FELIZ NATAL !!!
E UM ANO NOVO DE FÉ E MUITO SUCESSO !!!

Jesus Sacramentado - Glaucio Luiz e Marcia Valéria

sábado, 18 de dezembro de 2010

Para rir um pouquinho

A GENTE SE ACOSTUMA

Eu sei que a gente se acostuma. Mas não devia.

A gente se acostuma a morar em apartamento de fundos e não ver vista que não sejam as janelas ao redor. E porque não tem vista logo se acostuma a não olhar para fora. E porque não olha para fora, logo se acostuma e não abrir de todo as cortinas. E porque não abre as cortinas, logo se acostuma a acender mais cedo a luz. E, à medida que se acostuma, se esquece do sol, se esquece do ar, esquece da amplidão.

A gente se acostuma a acordar sobressaltado porque está na hora. A tomar café correndo porque está atrasado. A ler o jornal no ônibus porque não pode perder tempo. A comer sanduíche porque não dá para almoçar. A sair do trabalho porque já é noite. A cochilar no ônibus porque está cansado. A deitar cedo e dormir pesado sem ter vivido o dia.

A gente se acostuma a abrir o jornal e a ler sobre a guerra. E aceitando a guerra, aceita os mortos e que haja números para os mortos. E aceitando os números, aceita não acreditar nas negociações de paz. E não aceitando as negociações de paz, aceitar ler todo dia de guerra, dos números, da longa duração.

A gente se acostuma a esperar o dia inteiro e ouvir no telefone: “hoje não posso ir”. A sorrir para as pessoas sem receber um sorriso de volta. A ser ignorado quando precisa tanto ser visto.

A gente se acostuma a pagar por tudo o que se deseja e necessita. E a lutar para ganhar com que pagar. E a ganhar menos do que precisa. E a fazer fila para pagar. E a pagar mais do que as coisas valem. E a saber que cada vez pagará mais. E a procurar mais trabalho, para ganhar mais dinheiro, para ter com que pagar nas filas em que se cobra.

A gente se acostuma a andar nas ruas e ver cartazes. A abrir as revistas e ler artigos. A ligar a televisão e assistir comerciais. A ir ao cinema e engolir publicidade. A ser instigado, conduzido, desnorteado, lançado na infindável catarata dos produtos.

A gente se acostuma à poluição, às salas fechadas de ar condicionado e ao cheiro de cigarros. À luz artificial de ligeiro tremor. Ao choque que os olhos levam à luz natural. Às bactérias de água potável. À contaminação da água do mar. À morte lenta dos rios. Se acostuma a não ouvir passarinhos, a não ter galo de madrugada, a não colher fruta no pé, a não ter sequer uma planta por perto.

A gente se acostuma a coisas demais para não sofrer. Em doses pequenas, tentando não perceber, vai afastando uma dor aqui, um ressentimento ali, uma revolta lá.

Se o cinema está cheio, a gente senta na primeira fila e torce um pouco o pescoço. Se a praia está contaminada, a gente só molha os pés e sua o resto do corpo. Se o trabalho está duro, a gente se consola pensando no fim de semana. E se no fim de semana não há muito que fazer, a gente vai dormir cedo e ainda fica satisfeito porque tem muito sono atrasado.

A gente se acostuma a não falar na aspereza para preservar a pele. Se acostuma para evitar sangramentos, para esquivar-se da faca e da baioneta, para poupar o peito.

A gente se acostuma para poupar a vida.

Que aos poucos se gasta, e que, de tanto acostumar, se perde de si mesma.
(Marina Colassanti)
Image du Blog perolascraps.centerblog.net

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Mensagem de Natal 2010


Nesse momento de paz
onde todas as pessoas se abraçam,
se entendem, se cumprimentam e buscam por novos sonhos, para tentar descobrir a razão de ser feliz de verdade
.Neste momento onde Deus se faz presente em cada oração,cada família, em todos os lares, eu também gostaria de expressar o meu carinho por você.
Quero desejar que os seus passos nunca estejam sós; estejam sempre amparados pelos querubins e arcanjos que têm a missão de caminhar com você segurando firme em suas mãos, para que os seus pés nunca venham a tropeçar no meio do caminho.
Que neste Natal você possa sentir a presença de Deus, da paz, do amor e do perdão.
Feliz Natal, na paz de Deus, que sempre pode todas as coisas; pois, para o Senhor nada é impossível.
Desejo que você realize os seus ideais.


Feliz Natal
(Renascer em Maria)
Image du Blog perolascraps.centerblog.net

Querido Papai Noel



Este ano não quero pedir nada novo. Quero pedir coisas existentes, mas que ficaram perdidas com o tempo. Quero pedir então que...
Devolvas aos homens a fé, para que não se desesperem ante as adversidades.
Devolvas a esperança, para que olhem sempre para frente, com a cabeça erguida.
Devolvas a capacidade de emocionar-se, pois só corações quebrantados são capazes de pensar nos outros.
Devolvas a inocência, justo na medida certa, para que a bondade possa instalar-se antes da maldade na vida das pessoas.
Devolvas o olhar puro das crianças para que cresçam e amadureçam no tempo certo.
Devolvas a humildade, para que as pessoas possam reconhecer que somos todos iguais, só vestidos diferente, mas que isso não muda em nada a matéria da qual fomos formados.
Devolvas todos os risos possíveis, aqueles que nos fazem esquecer a dor e as decepções.
Devolvas a fraternidade, para que possamos nos sentir todos como uma imensa família  na terra.
Devolvas, no coração de todas as pessoas, o brilho da estrela cadente e a preciosa mensagem da cruz de Cristo.
Devolvas a bondade, a ternura, a doçura...
Devolva-nos, por favor, a capacidade de perdoar e, sobretudo, esquecer quando nos fizeram mal. Porque Tu sabes, como eu, que as amarguras que guardamos no coração nos impedem de viver plenamente.
Devolvas a sabedoria, para que possamos saber escolher nossos caminhos.
Devolvas a todos a realidade de que Natal é bem mais que uma festa de tradição.
Devolvas tudo isso em sementinhas, para que as plantinhas tenham tempo de crescer e criar raízes firmes e que, depois, plantas crescidas, possam dar novas sementes para que sejam plantadas.
Está pensando que me esqueci de pedir-te que devolvas o amor? Não... é que eu pensei que devolvendo tudo isso acima, o amor já tenha sido devolvido em primeiro lugar.
Desejo a todos um Feliz Natal!
(Letícia Thompson)


Image du Blog perolascraps.centerblog.net

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Tu não procures - não é lícito saber - qual sorte a mim qual a ti

nos tenham dado, não investigues.

Quão melhor é viver aquilo que será,

sejam muitos os invernos que te atribuiram,

ou seja o último este, que contra a rocha extenua

o Terreno: sê sábia, filtra o vinho e encurta a esperança,

pois a vida é breve. Enquanto falamos, terá fugido

ávido o tempo: Colhe o instante, sem confiar no amanhã.
Image du Blog perolascraps.centerblog.net

domingo, 12 de dezembro de 2010

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

08 de Dezembro - Dia da Familia


“A Família é uma comunidade íntima de amor, querida por Deus; um dos bens mais preciosos da humanidade; fundamento da própria sociedade; primeira escola das virtudes sociais! O futuro da humanidade passa pela família!” (João Paulo II)


Oração da Família
Senhor, cuida de meu lar.
Que não se apague o fogo do amor.
Vela pela integridade da minha família.
Estreita os laços de nosso mútuo afeto, de modo que nada o consiga
violar.
Dá-nos hoje o pão de tua palavra.
Dá-nos também o pão de cada dia.
Conserva-nos a alegria.
Guarda meu filho.

Que ele tenha saúde e paz.
Fica conosco, Senhor, já que nos reunimos em teu nome.
Revela-me tua presença, no sorriso de meu filho, no nosso mútuo afeto e, mais ainda, nas renúncias que nos inspiras para a felicidade em nosso lar.

Amém.
Somos muito felizes,, não temos dindin,, mas temos tudo na vida, família,, amigos verdadeiros que é a família que escolhemos para nós.. Não precisamos de riquezas para sermos felizes,, e sim de pessoas especiais ao nosso lado...
E melhor do que todos os presentes de baixo da árvore de natal é a presença de uma família feliz...

08 de Dezembro - Dia de Nossa Senhora da Imaculada Conceição

Deus vos salve Virgem, Filha de Deus Pai!
Deus vos salve Virgem, Mãe de Deus Filho!
Deus vos salve Virgem, Esposa do Divino Espírito Santo!
Deus vos salve Virgem, Templo e Sacrário da Santíssima Trindade!

Agora, lábios meus,
dizei e anunciai
os grandes louvores
da Virgem Mãe de Deus.

Sede em meu favor,
Virgem soberana,
livrai-me do inimigo
com o vosso valor.

Glória seja ao Pai,
ao Filho e ao Amor também,
que é um só Deus em Pessoas três,
agora e sempre, e sem fim. Amém.

domingo, 5 de dezembro de 2010

sábado, 4 de dezembro de 2010

04 de Dezembro - Dia de Santa Barbara



Valei-me minha Santa Barbara

Santa Bárbara, que sois mais forte que as torres das fortalezas e a violência dos furacões, fazei que os raios não me atinjam, os trovões não me assustem e o troar dos canhões não me abalem
a coragem e a bravura.
Ficai sempre ao meu lado para que possa enfrentar de fronte erguidas e rosto sereno todas as tempestades e batalhas de minha vida, para que, vencedora de todas as lutas, com a consciência do dever cumprido, possa agradecer a vós, minha protetora, e render graças a Deus, criador do céu, da terra e da natureza: este Deus que tem poder de dominar o furor das tempestades e abrandar a crueldade das guerras.
Santa Bárbara, rogai por nós.
Santa Barbara,, valei-me...

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010